Trabalhando na Austrália

Para muitos estudantes internacionais, conseguir um trabalho parcial ou casual é, além de uma ótima forma de ganhar experiência local e aperfeiçoar o idioma, uma forma de ajudar a pagar as despesas enquanto estuda na Austrália.

Image may contain: 1 person, standing, hat and outdoor

Os estudantes internacionais podem trabalhar até 40 horas por quinzena enquanto estudam e podem trabalhar em período integral durante os intervalos do semestre.

Independente da sua situação na Austrália, quando seu visto lhe dá a possibilidade de trabalhar você terá os mesmos direitos e proteções previstos em lei que qualquer outro trabalhador. Se você encontrou um emprego, você tem direito ao salário mínimo (confira o valor atual em https://bit.ly/2c0BvBt) e condições de trabalho adequadas.

A primeira dica para você que pretende trabalhar na Austrália é ter um TFN (Tax File Number). Este número será importante para evitar o pagamento de impostos excessivos sobre sua renda. A solicitação do TFN poderá ser feita online, mas se você preferir, agende uma visita no nosso escritório que faremos o processo com você.

Todas as pessoas que trabalham na Austrália devem receber um comprovante de pagamento todas as vezes que houver um crédito em sua conta ou mesmo quando o pagamento for em dinheiro. Este documento deverá conter:

• Data do pagamento

• O período trabalhado – uma semana, uma quinzena ou um mês, de acordo com a frequência de pagamento

• Número de horas trabalhadas neste período

• Valor “bruto” – é o valor total que você recebeu no período, incluindo impostos e aposentadoria

• Valor “líquido” – é o valor que você recebe após a retenção dos impostos e aposentadoria

• Demais taxas, se houver

 

Todos os trabalhadores devem receber uma remuneração correta, incluindo o tempo gasto com treinamento, reuniões de equipe, abertura e fechamento do estabelecimento, além de tempo de teste de aptidão considerado acima do razoável.

Você poderá entender melhor os seus direitos e formas de remuneração no site: https://www.fairwork.gov.au/pay. O Fair Work Ombudsman ajuda funcionários, empregadores, contratados e a comunidade a entender e cumprir o sistema de trabalho na Austrália. Eles fornecem educação, informação e aconselhamento, ajudam a resolver reclamações no local de trabalho, conduzem investigações e aplicam as leis relevantes do Commonwealth no local de trabalho. Muitos dos materiais estão disponíveis em português, basta escolher o idioma de preferência.

 

Procurando por um emprego

Antes de mais nada é importante entender os tipos de contrato de trabalho existentes na Austrália. Sob a lei do país os seus direitos são diferentes dependendo do tipo de trabalhador que você é: Trabalhador em tempo integral, meio período, casual ou por tempo contrato.

Na maioria dos casos, quem tem visto de estudante não poderá se enquadrar na categoria “tempo integral” em função do número de horas permitido para trabalho.

Funcionários em tempo integral (full time) trabalham cerca de 38 horas por semana, tem direito a férias anual e licença médica remunerada, além de vários outros direitos.

Os empregados de meio período (part time) trabalham em média menos de 38 horas por semana. Esta categoria obtém os mesmos benefícios que um empregado de tempo integral, a uma taxa proporcional à quantidade de horas trabalhadas. Por exemplo, se você trabalha um dia por semana, seu direito a férias é equivalente a um quinto dos direitos de alguém que trabalha cinco dias por semana.

Funcionários casuais (casual) não têm horas de trabalho garantidas. Como empregado casual, seu empregador não precisa lhe dar trabalho, ou pode pedir que você trabalhe e, ainda, cancelar as horas combinadas, com pouca antecedência. Funcionários casuais não tem direito a licença remunerada, mas têm direito a um valor por hora maior, para compensar a não obtenção de direitos a férias.

 

Como estudante internacional, há várias opções de trabalho na Austrália, ainda que fora da sua área de formação prévia.

Muitas vezes é possível encontrar empregos no varejo, atendimento ao cliente, hospitalidade ou eventos em períodos de pico. As épocas de Natal ou eventos de verão são boas oportunidades para este tipo de trabalho. As empresas costumam recrutar antecipadamente para os horários de pico, portanto, informe-se com antecedência. Na maioria dos casos o seu desempenho no inglês será fundamental para conseguir a vaga.

Logo que você chegar à Austrália converse sobre opções de trabalho na instituição de ensino em que você estuda. Muitas universidades, faculdades e escolas oferecem um serviço para ajudar os alunos a encontrar trabalho em meio período. Em alguns casos oferecem, inclusive, sites próprios de emprego e serviços de aconselhamento de carreira para os alunos. Fale com a área de serviços para os estudantes na sua instituição de ensino para ver que ajuda eles podem lhe dar.

Se você for um membro AusConnection-ABRISA, nós poderemos fazer uma análise do seu currículo, dar dicas de como melhorar as informações e direcionar a empresas parceiras que estiverem com vagas para estudantes em aberto.

Também fique de olho nas vagas anunciadas em sites específicos. Esta é uma boa maneira de verificar os tipos de trabalhos disponíveis, mas lembre-se de que nem todos os trabalhos são listados na Internet. Às vezes você pode encontrar um ótimo trabalho estando no lugar certo na hora certa.

O terceiro passo é fazer conexões. Muitos estudantes encontram trabalho através de conexões com seus colegas, amigos e junto à comunidade brasileira. Diga às pessoas que você está procurando trabalho e o tipo de função que está procurando. Conte sobre suas experiências prévias, sobre suas habilidades e não perca a oportunidade de falar de sua especialização, ainda que sua experiência esteja em território brasileiro.

Outra forma de se conectar com o mercado é a realização de trabalhos voluntários. Existem diversas opções de voluntariado. Escolha o que mais se aproxima da sua área para que você possa ter um entendimento da terminologia do seu segmento de atuação. Isso lhe dará confiança e um bom conhecimento de quesitos essenciais de quem vai lhe empregar.

 

Entenda o setor que deseja trabalhar

A melhor maneira de encontrar trabalho em tempo parcial é entender o setor em que você deseja trabalhar. Cada setor usa diferentes maneiras de recrutar trabalhadores em meio período e tem suas exigências.

• Empregos de hospitalidade

Hospitality é um termo que abrange cafés, restaurantes e empresas de catering. Os trabalhadores da área costumam encontrar um emprego se apresentando pessoalmente ou por indicações. Se você quiser trabalhar em um café tente apresentar uma cópia do seu currículo e um pequeno resumo da sua experiência ao gerente ou proprietário do estabelecimento. Mesmo que eles não tenham trabalho naquele momento, eles podem estar dispostos a manter suas informações e ligar para você quando precisarem de ajuda. Estar vestido adequadamente para a função poderá facilitar a realização de um teste, caso o estabelecimento esteja com vaga em aberto.

Lembre-se que a maioria dos bairros, sobretudo os mais distantes do centro, têm a sua rua de comércios e serviços. Muitas das vagas de trabalho estão nos subúrbios e não necessariamente no centro. Comece a pesquisa ao lado de sua casa!

Em hospitality é normal ser oferecido um turno de ‘teste’ ou, algumas vezes, dois. Esse teste é um dia de trabalho real, exceto pelo fato de não estarem comprometidos com um acordo contínuo. Eles querem ver como você se sai antes de tomar uma decisão de contratá-lo.

Se você aceitar um turno de teste você tem direito a pagamento e condições adequadas, então não aceite um teste de mais de duas horas sem nenhum pagamento. É ilegal que o empregador lhe peça para trabalhar sem pagamento, mas é comum que os testes entre uma e duas horas não sejam remunerados.

Em relação ao seu desempenho em inglês, esta área oferece posições para pessoas com todos os níveis, porém quanto menor suas habilidades no idioma, mais escassas serão as vagas.

• Empregos em tecnologia da informação e comunicações

Se você tem experiência na área de TI e está realizando algum curso nesta área, seus amigos e colegas poderão ajudá-lo a fazer conexões, podendo gerar um trabalho ocasional ou em tempo parcial. Há também várias agências que recrutam para empregos de TI.

A área de tecnologia é uma daquelas que não apresenta grandes variações em relação ao trabalho realizado no Brasil. Portanto, a sua experiência prévia – se apresentada de forma adequada em seu currículo – poderá ser um diferencial frente aos demais concorrentes pela vaga.

Nesta área as habilidades no idioma são muito importantes. Antes de aplicar à vaga entenda qual o seu real nível de inglês e verifique as características da posição, para não investir tempo em situações de baixa probabilidade de êxito.

Entre em contato conosco para saber sobre o grupo de Networking em TI (Melbourne).

• Empregos na área de Saúde/Social

Os trabalhos nesta área são frequentemente anunciados por agências especializadas. Existem diversas formas de credenciamento e você precisa entender quais são os quesitos e certificados obrigatórios.

Pesquise as agências que operam na área em que você está interessado, verifique as opções existentes e entre em contato para que eles possam colocá-lo em seu banco de dados. É uma boa ideia se inscrever em mais de uma agência para aumentar suas chances de conseguir trabalho. Porém verifique se as vagas são condizentes com sua experiência para que não exista inconsistências no caso de checagem de informações entre as agências.

Lembre-se: trabalhar na área da saúde requer, na maioria das vezes, contato direto com o público. Isso significa que ter um nível de inglês bastante avançado não é um diferencial, mas sim uma exigência.

 

Em Resumo, para cada mercado de trabalho:

  1. Entenda os pré-requisitos da sua área profissional incluindo certificados de credenciamento
  2. Tenha um resume específico que demonstre a sua competência em relação ao trabalho
  3. Procure entender o nível de inglês desejado
  4. Visite sites de busca e veja se a oferta de trabalho é maior do que a procura. Sites como o Seek lhemostram a quantidade de vagas existente.
  5. Prepare-se! A sua apresentação é importantíssima

 

Mais informacoes de como se preparar? Fale conosco.

 

 

Escrito por: Mauro Veçoso
AusConnection Project Manager